Sobre amizade: A maçã nunca cai longe do pé

Mamãe tinha uma amiga. Uma amiga de longa data. Coisa de quase terem filhos na mesma época, maridos trabalhando na mesma empresa. Eram as mulheres da Vale do Rio Doce.
De vez em quando a amiga vacilava. A mamãe reconsiderava. Até que um belo dia, mamãe se encheu, disse não mais e decidiu parar de falar com a pessoa. Não mais amiga, esqueceu telefones (cujas ligações eram diárias), apagou da memoria.
Um belo dia, depois de muita luta consegui com que minha mãe fosse comigo a um restaurante. Para minha surpresa geral a ex-amiga estava lá. Não comentei nada.
– Rafael por que aquela mulher está me olhando com intensidade?
– Não sei mãe. Você não a conhece?
– Não. Não sei quem é.
Eis que a mulher sai da mesa dela e vem falar conosco. Cumprimenta-nos e se direciona para minha mãe.
– Nossa como você continua a mesma pessoa. Não mudou nada Lucinha.
– Ah obrigada. E você como vai?
A mulher mais que depressa puxou uma cadeira e começou a tecer tudo sobre a vida dela. Netos, novo marido, nova casa. Até uma nova profissão. Virou secretária executiva.
E eu ali, olhando para minha mãe. Eu estava encucado. Mamãe muito educada mas de fato não lembrando da mulher.
Acho que a mulher também percebeu. E soltou.
– Você não se lembra de mim? Sou eu fulana.
– Desculpas, mas não lembro mesmo. Você fez plástica?
– Ah sim, lógico é preciso se manter jovem, disse ela sem o menor resquício de dúvida ou vergonha.
– Uma pena que perdemos o contato né?
– Na verdade não perdemos. Eu é que de fato me esqueci que uma vez eu havia te conhecido. Que bom que você está ótima, continuou ela.
A mulher sem graça, já não mais radiante, apenas limitou-se a dizer que a qualquer dia, quando convidada, passaria lá em casa para tomar um café.
– Eu sei que você não gosta de visitas. Espero seu chamado.
– Sim lembrei. Fomos amigas. Lealdade não é algo que esteve presente do seu lado. Por isso fomos e não somos mais.
A mulher se despediu e quando se sentou em sua mesa todos ali cumprimentaram a minha mãe com copos virados para ela.

 

– Rafael, ou você é leal e íntegro ou suas amizades jamais serão reais com você. Aprenda, seja leal e seja grato. O que você joga para o universo retorna para você.
Advertisements