Eleicoes 2010


Acordei, abri a janela. O clima para os padrões locais, lastimável. “Isso quer dizer que como não há praia, haverá fila na secção eleitoral. Hum, merda!”. Tomei um achocolatado industrial e comi uns pedaços de bolo formigueiro e fomos votar. Em família. No caminho, enviei umas mensagens para os mais queridos. Mensagens simples. Que não pedem votos, mas pede consciência. E acho que fiz minha parte nesse processo eleitoral calmo, sem graça, ameaçado pela censura, monolítico e sem programa e sem vida. “Lembrou-me o ultimo BBB – vencido pela força e a truculência de covardes”.

Depois das mensagens foi a vez de ler a coluna de Clovis Rossi, analítico político. E mais algumas noticias sensacionalistas do jornal local. E não pude deixar de fazer algumas considerações enquanto chegava à minha zona eleitoral. A minha frente, 15 pessoas, algumas crianças pentelhas e idosos exercendo o seu direito de preferência para o voto.

Enquanto eu esperava para poder votar, uma senhora não conseguia se decidir em quem votaria e teve que ser auxiliada pelo mesário. Sendo assim, tive tempo suficiente para considerar alguns pontos e torcia para que não os esquecesse pois queria dividi-las com vocês aqui no blog.

De fato a nação esta pobre. Não há como dizer que não houve avanços sociais e econômicos, porem, a pobreza ainda é visível e forte. Vamos aos dados:

Somos internamente 190 milhoes de brasileiros. O governo federal destina cerca de R$ 13.1 bilhoes para contemplar 12.6 milhoes de famílias brasileiras naquele programa assistencialista chamada BOLSA FAMILIA. Um erro!

Destes 190milhoes de cidadãos, 135 milhoes votam hoje; assim:

13 milhoes são POBRES de fato. Porque somente ganham um ou dois salários mínimos;

28 milhoes estão EXCLUÍDOS do sistema publico de aposentadoria, auxílios trabalhistas, logo não existem;

49% da população eleitoral tem no maximo somente o curso fundamental

Devem demorar no maximo 4 minutos para votar em 5 candidatos;

Sendo este o mesmo Brasil que tem a OITAVA ECONOMIA porem fica em 75º colocado em desenvolvimento humano.


“O pobre quer apenas um pouco de pão enquanto o rico quando encosta na gente quer um bilhão”, Luiz Ignácio Lula da Silva


Já no caminho secção eleitoral eu comprovei como isso se reflete nas ruas, entupidas de santinhos eleitorais; gente afirmando que preferiria estar na praia a ir votar e ate mesmo um cara que conseguiu entrar tomando uma cerveja no colégio eleitoral. Sendo esse ato uma grave infração. Ninguém pode falar nada porque as leis não pegam nesse pais afirmou ele aos gritos; visivelmente alcoolizado.

Mas quem iria se importar quando eram apenas 8.30 duma manha cinza, sem vida e sem esperança quando encerrei minha participação no processo democrático? Mas quem se importa, somos pobres mas felizes.



Com dados da coluna de Clovis Rossi. Charges de Glauco, Mafalda e internet. Sem pretensões comerciais.

R

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s